Ser associado é ter inúmeros benefícios. Associe-se e se torne um médico referenciado pela AMP.

A ideia caiu no gosto das crianças das instituições atendidas pelo programa Caminhando Juntos da AMP e, neste Natal, a associação decidiu repetir a programação de 2017, promovendo um dia mágico para 300 crianças carentes de Curitiba. No último dia 5 de dezembro, esses meninos e meninas deixaram lápis e cadernos na escola e foram participar da festa de Natal promovida pela AMP no Kinder Park, onde puderam, simplesmente, brincar.

 

Jaqueline Taborda dos Santos, professora do pré II do CEI Começo de Vida comentou a expectativa que a festa gerou em seus alunos. “É emocionante tanto para eles quanto para a gente. A gente também se diverte, sai daquela coisa de sala de aula, só sentando, disciplina, não faz isso, não faz aquilo. Aqui é um momento de eles se soltarem, é um momento de prazer e é muito bom ver eles se divertindo”, disse. “Eles ficam ansiosos, perguntam todos os dias, uns dizem que não dormem. Não é sempre que eles têm uma chance dessas”, comentou. Para ele, mesmo sendo um dia de brincadeira, a festa tem uma importante função pedagógica na formação das crianças. “Como eles têm uma situação difícil em casa, o brincar na educação infantil é ainda mais importante, eles aprendem, esquecem dos momentos difíceis, sentem que também podem ter um dia de diversão como as crianças mais favorecidas. Deixam de se sentir excluídas. É muito bom para eles em todos os sentidos”, concluiu.

Marlise Abrão Soares, presidente da Associação Casa do Agasalho, que administra a creche Estrelinha do Céu, também destacou a importância da festa para seus alunos. Não tem preço. Eles são acostumados a ficar só lá no nosso local, então, sair da rotina e ter um passeio como esse, não tem preço, dá para ver no rosto de cada um a satisfação deles”. Para ela, a festa de Natal da AMP é o dia que seus alunos podem sentir na plenitude o que é ser criança. “Eles são criança, mas muitas vezes, a vida deles não é tão infantil quanto deveria ser, então, aqui, eles estão apenas sendo criança e isso é fundamental para a vida deles”.

A diretora da associação beneficente também ressaltou que o apoio da AMP não ocorre só no Natal. Ela disse que, através do Caminhando Juntos, conseguiu solucionar problemas históricos de sua instituição. “A Associação Médica veio para nos ajudar. Nossa principal fonte de renda são os eventos e, graças á AMP, agora temos um espaço com piso e cobertura. Além disso, nossa escola não tinha uniforme, pro não termos condições de fornecer e, muito menos de exigir que as famílias adquirissem, pois a associação médica forneceu uniforme completo para todos os nossos alunos”. disse.

 

A ação efetiva para resolver problemas pontuais das instituições é a marca da gestão da médica Maria da Graça Ronchi, reconduzida à diretoria social da AMP. Desde que ela integrou a diretoria da Associação, ainda na gestão de João Carlos Baracho, ela destinou os recursos do programa Caminhando Juntos, antes utilizado para a doação mensal de cestas-básicas às instituições atendidas, para a aplicação em demandas estruturais das instituições, adequando suas instalações ou adquirindo equipamentos para o melhor funcionamento. “Dar cestas básicas era muito simples e cômodo, sem observar realmente as necessidades destas instituições. Então, agora, diminuímos um pouquinho o número de entidades assistidas, mas estamos atuando diretamente na transformação destas instituições, atendendo suas reais necessidades”, explicou.
 

Mas da festa de Natal, para encerrar as atividades do ano, a diretora não abre mão. “Olhando a carinha dessas crianças, a gente vê que vale a pena. Estou muito gratificada de fazer parte deste projeto. É muito gostoso estar aqui cercada desta alegria e deste carinho sincero, mas já pensando que, para o ano que vem, o trabalho vai ter que ser maior”, concluiu.

NEXT