Ser associado é ter inúmeros benefícios. Associe-se e se torne um médico referenciado pela AMP.

O dia 26 de dezembro é a data máxima para que os participantes do AMP Prev realizem aportes e garantam isenção de até 12% do Imposto de Renda devido à contribuição para a previdência complementar.

O valor equivalente aos 12% da renda bruta serão subtraídos do total para fins de cálculo do IR. Portanto, o imposto será computado em cima de um valor menor. Caso a contribuição anual já efetuada pelo participante seja inferior a este percentual, é possível realizar o aporte para completar os 12% de isenção permitidos. O montante desse aporte vai integralmente para o saldo, sendo a data de vencimento de livre escolha.

É importante ressaltar que este benefício fiscal vale somente para quem optar pela declaração completa de IR.

Segundo Fabiano Sponholz Araujo , diretor superintendente da Sul Previdência, que administra o AMP Prev, além da excelente dedução fiscal, que permite ao médico destinar parte de seu imposto de renda ao seu próprio futuro, os aportes são uma ferramenta importante capaz de alterar substancialmente o valor final da aposentadoria.

Os boletos podem ser emitidos na área restrita do participante ou mediante solicitação nos telefones (48) 3333-6664 e (48) 3333-6665, pelo email atendimento@sulprevidencia.org.br ou através do WhatsApp (41) 99500-2744.

Na hipótese de dúvidas ou para calcular o impacto dos aportes em sua aposentadoria, podem ser contatadas diretamente os corretores Vera Lúcia Riato (41 - 99971-8070), Marlon Grei de Souza Lima (41 - 99626-9090) e Roberta Rosa ( 41 - 99716-0813)

O AMPPrev é um produto exclusivo para o médico associado da AMP, com o objetivo de atendê-lo nas suas necessidades de segurança financeira, como uma aposentadoria a longo prazo, renda para o caso de invalidez ou pensão aos seus beneficiários.
 

Confira um exemplo
 
O médico tem uma renda bruta de R$100 mil no ano. Assim pode contribuir até R$ 12 mil para a previdência complementar (existindo a isenção de 12% de sua renda bruta, valores contribuídos acima disso não influenciam no cálculo do Imposto).
 
Esses R$ 12 mil vão diminuir dos R$ 100 mil para o cálculo do Imposto de Renda. Dessa forma, seu imposto será calculado em cima de R$ 88 mil.
 
Digamos que ele tenha contribuído no ano com R$ 8 mil (todas as 12 parcelas mensais). Assim, pode solicitar um boleto de aporte de R$ 4 mil, chegando aos R$ 12 mil.