Ser associado é ter inúmeros benefícios. Associe-se e se torne um médico referenciado pela AMP.

O Congresso Nacional ficou totalmente iluminado de verde, nos dias 10 e 11 de abril, em homenagem ao Dia Mundial da Homeopatia. Uma sessão solene também foi realizada no Senado, por iniciativa da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB), com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da área para a medicina e para a saúde.
 
De acordo com Ariovaldo Ribeiro Filho, vice-presidente Sudeste da AMHB, a ideia também foi uma forma de homenagem aos profissionais homeopatas. “A intenção foi realmente conscientizar, mas também buscamos homenagear a profissão e os responsáveis por a exercerem. Foi uma ação muito legal e importante para valorizar essas pessoas”, conta o médico, que é homeopata. A sessão solene foi on-line, em 11 de abril, sob a presidência do senador Nelsinho Trad.
 
A história da homeopatia no Brasil tem bem mais de 150 anos, quer se considere a valiosa contribuição de Benoit Jules Mure ou a atuação de Émile Germon, ambos franceses. Hoje em dia, existem evidências de que essa trajetória seria superior a 180 anos, considerando os registros de atividade homeopática do médico suíço Frederico Jahn. Aliás, já em 1836, ele defendeu uma tese intitulada “Exposição da doutrina homeopática junto à Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.